Direitos Autorais

Todas as receitas e fotografias de todas e quaisquer criações incluídas neste blog/site estão sobre a proteção da LEI DO DIREITO AUTORAL Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. Portanto, é proibida qualquer reprodução ou divulgação das mesmas com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação. Não copie! Entre em contato: autismoemfoco@gmail.com myfreecopyright.com registered & protected

Meu livro: Autismo Esperança Pela Nutrição

Meu livro: Autismo Esperança Pela Nutrição
Vendas: autismoemfoco@gmail.com

sábado, 17 de setembro de 2011

Pudim de Pão Sem Glúten e Sem Leite!


DSC00586


Esta semana um amigo celíaco, Jorge Rezende, postou no Facebook um pão francês moldado na mão tão bonitinho, que não resisti e fui logo pra cozinha tentar reproduzí-lo.
Depois que comecei a cozinhar sem glúten, sempre achei que pão sem glúten moldado ou manipulado com as mãos, é uma combinação que não dá certo. Os pães dele ficaram tão atraentes e eu tinha tudo em casa, então resolvi tentar, mas como estou testando e desenvolvendo receitas sem ovo, resolvi trocar a albumina da receita dele por linhaça.
A princípio a massa ficou ótima, os pães ficaram lindos.


Mas assim que foram crescendo, a massa foi esparramando na assadeira e ao assarem, nada lembrava um pão francês, ou pelo menos, um pão que pudesse ser comido com prazer: estavam duros, branquelos, cascudos e baixinhos.


Não desisti, mudei mais algumas coisas e tentei de novo. Outra tentativa frustrada.
O que faria então com tantos pãezinhos fracassados?
É duro jogar comida fora, mesmo quando elas não dão certo.

Então tive a idéia de transformá-los em alguma outra receita.
Como pudim de pão é feito com pão duro e velho, por que não fazer com um pão que não deu certo?

Resolvi tentar!
Acabei achando uma solução para as nossas tentativas fracassadas na cozinha!
Tenho pão em casa para fazer mais cinco pudins rsrsrsrs


Pudim de Pão SGSC:

- 3 xícaras de pão bem picado;

- 6 ovos;

- 1 e 1/2 xícara de açúcar;

- 3 xícaras de leite vegetal ou 200 ml de leite de coco + 2 xícaras de água;

- 1/2 colher das de sopa de baunilha;

- 1 colher das de sopa de óleo (preferência de coco);

- 1 colher das de chá de canela em pó (opcional);

- 1/4 de colher de chá de cravo da índia em pó (opcional);

- Calda de açúcar para untar a forma.


Modo de fazer:

1º Em uma vasilha coloque o pão de molho no leite vegetal quente. Deixe amolecer bem.

2º Unte uma forma para pudim com 22 cm de diâmetro com a calda de açúcar.

3º Esquente água para o banho-maria e pré-aqueça o forno a 230° C.

4º Coloque o pão amolecido e frio no liquidificador, adicione o restante dos ingredientes e bata bem para formar um creme homogêneo.

5º Despeje a massa na forma com cuidado e leve ao forno em banho maria com a água previamente aquecida, por cerca de uma hora, ou até ao enfiar uma faca no pudim, esta saia limpa.

6º Deixe o pudim gelar antes de desenformar. Ao desenformar, aqueça o fundo da forma antes para a calda derreter um pouco e facilitar a retirada.

OBS: O pudim chupa toda a calda. Eu amo ele assim, seco como sai da forma. Coloquei mais calda por cima para a foto ficar mais bonita. Fica a sua escolha. Ele também pode ser feito em assadeira pequena e ser cortado em pedaços retangulares.
Você também pode tentar diminuir a quantidade de ovos e/ou leite vegetal. Fica por sua conta e risco hehe


DSC00588

Desta mesma maneira, utilizando pães velhos ou que deram errado, você poderá fazer a receita de Brigadeirão do livro, página 163.


P200809_19.33

Related Posts with Thumbnails